RIQUEZA E DIVERSIDADE NA CULTURA DE ANGRA

É rica e cheia de referências ao período colonial brasileiro, a cultura de Angra dos Reis. As igrejas históricas construídas a partir do século XVII juntam-se ao casario ainda preservado do Centro da cidade e às novas construções como o Centro Cultural Teophilo Massad, onde está o teatro municipal. Destacam-se o Museu de Arte Sacra, com riqueza de peças religiosas preservadas e visitação gratuita; a Casa da Cultura, sempre com exposição de artistas e artesãos locais; e os conventos do Carmo e de São Bernardino de Sena, onde ainda ocorrem celebrações religiosas regularmente. Fora do Centro ainda se pode visitar o memorial do encouraçado Aquidabã, navio que naufragou em 1906; a bucólica Vila Histórica de Mambucaba, antigo entreposto da Estrada Real; a ermida do Senhor do Bonfim, igreja construída em 1780 sobre uma laje de pedra no mar, além da única aldeia indígena oficialmente demarcada no Estado do Rio, da tribo guarani.